Translate

sábado, 26 de agosto de 2017

Sofre comigo

Ao ministrar ontem (25/08) em uma festividade de homens, cujo o tema foi elaborado em 2 Timóteo 2.3 "Sofre comigo como bom soldado" não pude deixar de falar que o tema escolhido, não combinava com a teoria atual do sofrimento. Hoje é mais forte a visão dos amigos de Jó no que diz respeito ao sofrimento como evidência de pecado. 

Não cai bem para muitos hoje, chamar alguém a fé cristã para sofrer. A teoria (pois não chamarei isso de teologia) atual massacra aos leigos, os de fé débil com este assunto a ponto de os tornarem oprimidos espiritual e sentimentalmente. Hoje se mede um ministério bem sucedido, pelo tanto que conquistou, acertou, empreendeu. Não se admite erros, fraquezas, insucesso. 

Lamento dizer que se Paulo, Pedro, Tiago, João, Jeremias, Micaias, Jesus o Cristo e muitos pais da igreja, estivessem atuando em nossos dias seriam taxados como fracassados ou reprovados em razão dos seus inúmeros sofrimentos.

Sofrer em razão da fé não combina com um ministério bem sucedido. Em razão disto muitos se camuflam diante dos púlpitos, buscando esconder o vale de sua alma. Homens e mulheres cheios de segredos que não podem ser expostos, pois isso comprometeriam sua agenda, seu nome, sua história. Em cima dos púlpitos ou vitrines gospel é fácil parecer espiritual, imponente. Basta uma "rajada" de línguas, umas dúzias de frases feitas, um louvor que exalta o ego humano e que prometem vitórias que tudo está resolvido.

Tudo se repete culto após culto, mesmos hinos, mesmas frases de efeitos, mesmos disfarces gospel, afinal não podemos queimar o nosso filme, pois são anos de trabalhos realizados, por que jogar tudo no ventilador agora?

Se forte na vitrine é fácil, pois ali estão os aplausos, fazer uma bela oração no microfone é maravilhoso, pois lá está quem vai acreditar que você é um "homem ou mulher de Deus" e você vai orar para ser ouvido pelos homens apenas e jamais por Deus.

Como é você no seu casamento? Teus filhos te reconhecem?

Pr. Neemias Fagundes

sexta-feira, 30 de junho de 2017

O que estamos comendo?

O que estamos pregando? Falamos de avivamento, basta olharmos para a igreja de hoje e vemos que muitos ainda não viveram de fato o verdadeiro avivamento . Avivamento é caótico, gera uma revolução, avivamento trás arrependimento e abandono do pecado. Avivamento leva a rasgar as vestes e vestir de saco e cinza. Avivamento não é sensualidade, glamour, popularidade, avivamento é ser nova criatura. Avivamento não é sinônimo de barulho, é levar a mão a boca e ficar em silêncio, pois estamos chocados com a revelação de Deus.

Pr. Neemias Fagundes

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Ele é Deus

Não o amamos pelo o que Ele faz, mas pelo que Ele É.

"Muitos querem o céu, desde que Deus não esteja lá." Leonard Ravenhill

Isso é uma dura realidade vivemos aqui como se Deus não existisse e pensamos no céu como um lugar melhor para se viver, porém não nos importamos de fato em sermos melhores para o céu que Deus nos preparou.
Desejamos mais o céu do que a Deus, e esquecemos que o céu só é céu porque Deus está lá. 
Nada faz sentido sem Ele, dinheiro, sucesso, honras, poder, fama ou o mundo ao seus pés. Tudo perde o sentido se Deus não está lá.


A vida só é vida vivida contigo Jesus.

De que adianta uma cama confortável sem o sono, uma mesa farta sem apetite, uma bela casa sem família e amigos leais e despretensiosos, "de que adianta ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma."
Eu quero o céu porque Deus está lá, quero a vida porque vivo para a excelência do meu Senhor. 

Nada faria sentido se tudo se resumisse, em nascer, crescer e morrer. Mas tudo faz mais sentido quando descobrimos de onde viemos, o que fazemos aqui e para onde vamos.
Quando descobrimos que a vida não termina na sepultura, aceitamos pela fé que nesta vida seremos forjados por Deus e preparado através do seu Santo Espírito, à sermos uma nova criatura, conforme a imagem de nosso Cristo. Tendo o seu amor derramado em nosso coração, viveremos para Ele e morreremos por Ele. Pois só assim fará sentido o que disse Paulo. "Nada nos separara do amor de Deus"
Não o amamos pelo o que Ele faz, mas pelo que Ele É.

Pr. Neemias Fagundes

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Marta ou Maria?

"E aconteceu que, indo eles de caminho, entrou Jesus numa aldeia; e certa mulher, por nome Marta, o recebeu em sua casa; E tinha esta uma irmã chamada Maria, a qual, assentando-se também aos pés de Jesus, ouvia a sua palavra. Marta, porém, andava distraída em muitos serviços; e, aproximando-se, disse: Senhor, não se te dá de que minha irmã me deixe servir só? Dize-lhe que me ajude.
E respondendo Jesus, disse-lhe: Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária; E Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada." Lucas 10:38-42

Esta passagem tem sua importância como todos os outros textos bíblicos. Ela narra a vida de duas mulheres com atitudes diferentes diante de um momento especial.
A primeira é Marta, uma mulher proativa aquela que se antecipa, visualiza o problema antes de acontecer, aquele tipo de pessoa que falamos está preocupada (pré-ocupada) sempre com a vida. Aquela pessoa que não visualiza cada momento com uma outra perspectiva, que não consegue confiar a outro o que faz, que acha que o seu modo de fazer é o único correto, e que se ela não fizer ninguém irá fazer.
Sim Marta lembra muito eu você em alguns momentos de nossa caminhada, somos ansiosos, estressados, achamos que a unica coisa que importa é fazer, e nos sentimos improdutivos se tivermos que sentar para ouvir. Corremos para todos os lados, cantamos, pregamos, limpamos, consertamos, arrumamos, cozinhamos, lavamos, compramos, vendemos, negociamos ou seja somos útil e não queremos deixar de ser. Mas será que tudo isso é necessário? Será que toda essa correria não é um grito por atenção, ser visto, notado, reconhecido? Se todo este trabalho tiver algum fruto de louvor a Deus, por que reclamamos de quem não o faz? Se oramos falamos mal de quem não ora, se lemos a bíblia criticamos quem não lê, se vamos a monte censuramos que não vai, se fazemos algo que outro não faz nos sentimos no direito de criticá-lo. Será que o que fazemos de fato tem algum fruto de louvor e glória a Deus?
Tem gente que faz o que faz sem saber de fato porque o faz. São pessoas sem objetivo, sem alvo, tudo gira em torno de sua própria carência ou auto-suficiência. 
Não estou desqualificando Marta, ela tem sua virtude pois é hospitaleira, uma das características do verdadeiro cristão, mas ela não soube valorizar de fato o "momento". Jesus estava na sua casa e Ele estava falando, e nesta hora qualquer cristão que de fato conhece a Cristo, não irá perder este momento precioso para ouvi-lo. Jesus está ensinando a Marta que existe coisas mais importante do que ser uma pessoa ativa ou proativa, que chama atenção de todos pelo que faz ou como faz e Maria soube escolher a melhor parte em tudo isso que é ouvir Jesus.
Muitas vezes fazemos muito, trabalhamos muito e achamos que essa é a maneira mais eficaz de chamar atenção dEle para nós e quando percebemos que Ele não está dando bola para toda esta nossa dinâmica, ficamos frutados e começamos a reclamar os nossos valores com Ele.
Neste tempo em que as pessoas estão tão assoberbadas com a vida, o mundo dos negócio nos ensinou a dá presente quando não podemos dar atenção. Fazemos isso com os filhos, esposa, marido, amigos, pais e achamos útil, pois não podemos dar mais de si ao outro, mas podemos dar mais de si as coisas e aos nossos sonhos que se tornam pesadelos sem fim. O resultado de tudo isso é: pais frios, filhos indiferentes, casamento sem amor, vida improdutiva emocionalmente. Porque achamos que ter é mais importante do que ser, achamos que fazer é mais importante que aprender e que falar é mais importante que ouvir.
Quando foi que sinceramente você parou para ouvir sua esposa, marido, filhos, pais e etc?
 Há tempo para tudo, não seja uma Marta que está apenas preocupada em fazer bem, em atender bem, em falar bem e etc. Ouça a palavra de Deus e cuide da sua família, ouça o clamor de quem está mais perto de você todos os dias.
Jesus disse que Maria escolheu a melhor parte que não lhe será tirado. Sabe o que Ele quer dizer com isso? Ele quer dizer a você que se comporta como Marta, que outros virão e farão o que você faz e talvez melhor do que você faz e que não é tão difícil ser Marta, mas ser Maria é de valor inestimável, pois tudo que você investir no ouvir de Deus, nunca lhe será tirado. Lembre-se, a fé não vem de falar, a fé vem de ouvir e ouvir a Palavra de Deus. Rm.10.17

Em Cristo

Pr. Neemias Fagundes

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Negue-se a si mesmo | #2



Por que devemos negar a si mesmo? Qual a razão de Jesus ter dito: "Para trás de mim satanás"? Quem é o nosso maior inimigo?

Conheça-te a ti mesmo e através da palavra de Deus.

Uma palavra de despertamento e posicionamento.

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Gostaria de contratar um pregador "avivado"


Ontem durante o jantar após ter ministrado uma palavra de testemunho pessoal para a juventude, ouvi de um diácono no restaurante, o seguinte:
Uma pessoa o procurou em outra ocasião querendo um pregador para o seu evento. O que ele prontamente respondeu: se é para indicar um pregador vou indicar quem eu ouço sempre pregar na igreja o meu pastor Neemias. 
Então a outra pessoa respondeu: na verdade eu quero um pregador "avivado"!
Eu ouvi isso e com certeza lamentei que ainda em pleno século 21, após tantas informações teológicas ou bíblicas, ainda exista pessoas cegas no seu entendimento, a ponto de escolher como disse Paulo 2 Timóteo 4.3-4 "Porque virá tempo em que não sofrerão a sã doutrina, mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscência; e desviarão os ouvidos dá verdade voltando às fábulas"
A minha pergunta é, defina para mim o que é um pregador "avivado"?



São pregadores de jargões prontos, tipo:

"Receba, eu profetizo, solta aí uma rajada de línguas estranhas, eu determino, pisa na cabeça do capeta, labareda de fogo, estou vendo aqui nesta noite, olha o anjo aí, receba esta chave, vejo uma mala, tem gente com sinusite, renite, dor de cabeça, problema no coração, pressão alta e etc"
Triste ver o quanto há cegueira no meio cristão, admito que quando era menino, fiz coisas de menino, profetizei, exagerei, me entreguei a essas fábulas de menino, mas depois que passei a conhecer a Sã Doutrina (o ensino saudável) deixei as coisas de menino.
Como disse uma vez se Jesus estivesse em nossos dias não teria agenda, pois não seria um "pregador avivado", seu discurso era demorado e não tinha jargões. Se Paulo estivesse em nossos dias muitos jovens dormiriam com suas mensagens como o jovem Êutico Atos 20.9, Paulo não teria muita agenda entre os "pentecostais" sabe por que? Porque ele não era "avivado"!
Infelizmente este assunto ainda vai se arrastar durante algum tempo, pois se eles iriam chamar Jesus e Paulo de frios, formais, sorveteriano e etc. Ainda iriam dizer que ele não entende o "mistério"
Avivar é dá vida, despertar, trazer animo a quem está desanimado. Desanimar é (des ãnima) perder a alma, perder a vida, e você já viu alguém obter a vida de volta com gritos, jargões, frases de efeito e etc? Pergunte isso a um médico ou melhor ao Médico dos médicos. Veja se esse método funciona na medicina? Se não houver conhecimento de Deus e vida no Espírito de nada adianta todo o estardalhaço dá fé. Avivamento não é cair no Espírito, mas andar no Espírito, não é falar em línguas, mas segurar a língua, não é gritar eu determino mas poder dizer Seja feita a Sua vontade, não é ensinar a dá ondens em Deus, mas aprender a se contentar como Paulo Filipenses 4.11-13.
Estamos repletos de "avivados" nos púlpitos, mas adúlteros em seus corações, homens com aparência de piedade, mas negam a eficácia dela. Amantes de si mesmo, dos melhores lugares, corruptos. No púlpito é fácil parecer espiritual, falar em línguas, enganar o público falto de entendimento. Mas seremos julgados pelas iniquidades do coração e não pelos dons que possuímos. "Muitos dirão em teu nome..." e Ele dirá "apartai-vos de mim malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos" Mateus 7.22
A minha oração hoje é de Habacuque, aviva Senhor a sua obra, segundo o texto original é "tornar vivo", ou seja, traduzir visão em acontecimentos concretos. Em outras palavras tornar a palavra de Deus viva em mim, nas transformações que são geradas pelo Espírito Santo, na minha regeneração e isso só será possível quando tivermos o nosso entendimento iluminado pela verdade Efésios 1.18 e 5.14 (levanta-te dentre o mortos).
Sim este é o meu clamor Aviva Senhor!

Pr. Neemias Fagundes

quinta-feira, 2 de março de 2017

Por que as pessoas falam mal das outras?

Falar mal de alguém é uma forma de revelar sua alma. Não é a toa que ao apontarmos um dedo para alguém três deles ficam voltados contra nós.

Falamos mal do presidente que chegou ao posto mais alto e dissemos que ele é burro, não tem estudo, não tem porque ser presidente, mas você já parou para pensar que muitas vezes quem fala é alguém que talvez até estudou muito, mas a única coisa que ele conseguiu é ser gerente de uma pequena loja, e o seu suposto oponente tornou-se presidente do país. Ou seja tem alguma coisa errada e não é naquele que chegou a presidência, pois ele mostrou que sabia o que queria, mas no gerente que fala mal, pois quando você fala mal de alguém pode está revelando o RX (raio X) dá sua alma.
Falar mal revela frustração pessoal com o lugar do outro, trabalho do outro, sucesso do outro. E tudo que mais satisfaz o detrator e quando o outro comete falhas, pois assim ele descarrega todo o seu veneno. O falador quando encontra alguém que o apóia eles fazem uma aliança contra o alvo de suas insatisfações. Daí constroem uma aparente amizade entre dois frustrados para falar de uma terceira pessoa e com essa nova amizade seus diálogos parecem éticos, pois não é mais segredo o que sente pelo outro, daí a razão de afundarem cada vez mais em suas próprias frustrações.
Falar mal faz mal a ambos os lados, faz mal a vítima pois expõe sua reputação e gera prejuízo moral ou até financeiros e tambem faz mal a quem fala, pois revela sua inveja, raiva, incompetência e desejo mórbido de ver o outro destruído.
Lance fora de ti o falador, pois a este até Deus abomina. PV.6.13-18
Saiba que só existe fofoqueiro porque há quem ouça. Livre tua alma dá amargura, fuja da inveja, bendizei os maldizentes, vença o mal com o bem. Não queira ter como aliado quem vai te levar para longe de Deus.


"Quem guarda sua boca conserva sua alma" PV.13.3

"Fale cada um a verdade ao seu próximo" EF.4.25
Deus te abençoe

Pr. Neemias Fagundes

Meus blogs prediletos

Loading...